Saiba Mais > Catarata

Catarata



Uma constante névoa diante dos olhos. É esta a sensação dos portadores de catarata, que percebem o mundo através de imagens turvas e embaçadas.

A catarata é a opacificação da lente natural dos olhos, chamada de cristalino. Progressiva, a doença é a principal causa de cegueira reversível no mundo.


Como enxergamos?

As imagens atravessam a córnea (tecido transparente que cobre a pupila), chegam até a retina e daí são enviadas ao cérebro. No caminho entre a córnea e a retina, a luz passa pelo cristalino, que é responsável pelo foco das imagens.

O cristalino saudável é transparente e flexível. Mas quando temos catarata, ele se torna opaco e atrapalha a entrada da luz, distorcendo a visão. Essa mudança ocorre muito lentamente. Por isso muitos não sabem que tem a doença.


O que causa a catarata?

A maioria dos casos de catarata acontece como parte do processo de envelhecimento, em pessoas com mais de 65 anos. É a chamada catarata senil.

Além disso, a catarata ainda pode ser causada pelo uso incorreto de colírios, como conseqüência de um trauma ocular, inflamações, ou doenças como diabetes.

Também há outro tipo de catarata, chamada de catarata congênita que acomete os bebês, desde o nascimento. Entre as causas da catarata congênita estão a rubéola, a sífilis ou a toxoplasmose durante a gestação.


Como saber se tenho catarata?

Ao perceber que a visão está mais embaçada, que as imagens parecem ter cores desbotadas, ou ainda, que ao olhar para a luz se veem halos claros, é preciso procurar um oftalmologista. O médico fará uma série de exames, para identificar se o motivo do problema é catarata.

Em crianças, a primeira avaliação deve ser feita ainda na maternidade, já que quanto mais cedo o problema for corrigido, maior a chance de a criança ter um desenvolvimento normal. Esta avaliação é conhecida como teste do olhinho.


Tratamento

O único tratamento para a catarata é a cirurgia. Nela, a lente natural (cristalino) é substituída por uma lente artificial.

Apesar de extremamente sofisticada e de requerer grande perícia do cirurgião, a cirurgia de catarata é bastante segura e rápida. O paciente, na maioria dos casos, recebe alta algumas horas após ser operado.

Hoje, existem no mercado diferentes tipos de lentes intraoculares, havendo inclusive lentes multifocais, que reduzem e algumas vezes eliminam a necessidade do uso de óculos para perto e para longe. Para indicar a mais adequada para cada pessoa, o oftalmologista avalia as características do paciente.

Veja como é realizada a cirurgia de catarata a laser neste vídeo.



Exemplo da visão do portador de catarata
Lente artificial que substitui o cristalino (lente intraocular)
Esquema representativo do implante de lente intraocular durante cirurgia de catarata